“O Marley tem agora dois anos e meio, é saudável, energético e feliz mas nem sempre foi assim… adoptei-o com dois meses e mal sabia no que me estava a meter… eu não percebia nada de cães e, em pouco tempo, tinha em casa um pesadelo com dentes afiados. Ele desfazia os móveis, a roupa, os sapatos, enfim, tudo o que apanhava, não havia meio de o fazer parar, tinha uma energia inesgotável. marley quinta 6Na rua ainda era pior, puxava a trela, fugia atrás de outros cães, não obedecia às minhas ordens, deixava-me louca. “Este cão não gosta de mim” pensava eu, nunca me tinha passado pela cabeça que pudesse ser assim tão complicado.
Estava já no mais completo desespero, a pensar que não me restava alternativa senão a de devolver o Marley quando, um dia, a navegar na internet, encontrei a página da Caninus e li os testemunhos de outras pessoas. Identifiquei-me imediatamente com os relatos e telefonei. Foi a melhor decisão que tomei.
Em menos de uma semana, o meu cão era outro, marley quinta 8quase chorei quando o vi a obedecer ao João, tudo à primeira ordem, fiquei sem palavras…
Demorou um pouco, mas percebi que afinal o problema não era o cão, era eu! Costumo dizer que a primeira semana de aulas foi para o Marley, as restantes foram para mim… a relação que hoje tenho com o meu cão é completamente diferente, não consigo imaginar marley expo 4a minha vida de outro modo.
Tenho muito que agradecer ao João e à Caninus, a paciência, a atenção e o carinho com que fomos acolhidos, muito para além do cumprimento do dever. O João continua a ser um apoio constante, um excelente profissional e um amigo dedicado, a quem devo mais do que consigo expressar.
A Caninus dedica-se aos cães em primeiro lugar, por isso fico tranquila quando deixo lá o Marley pois sei que não poderia estar em melhores mãos.
Obrigada por tudo.”
Fátima Rocha