Cadela Labrador Retriever ” Cusca” Testemunho da sua Dona

Testemunho da Dona da Cadela Labrador Retriever "cusca"
Testemunho da Dona da Cadela Labrador Retriever "cusca"

No final do Treino de cães Caniroa da minha Cadela Labrador Retriever “Cusca” (Chocolate) não podia recusar o privilégio de deixar o nosso testemunho do que foi a experiência de treino que nos proporcionou às duas.

Quando começámos o treino eu tentava já há algum tempo “comprar” o bom comportamento da minha Cadela Labrador Retriever “Cusca” com biscoitos e todo o tipo de guloseimas, mas os resultados eram lamentáveis. Sempre que via outro cão ou sempre que estava de barriga cheia, bem que eu podia chamar, gritar, ralhar, o resultado era sempre o mesmo: a Cusca fazia o que queria e não ligava nenhuma ao que eu dizia.

Ainda me lembro do primeiro dia de treino como se fosse ontem. A minha menina malcriada e teimosa na mão do João parecia uma senhora! Afinal era possível! E sem biscoitos, sem gritos, sem violência! O difícil seria fazer com que ela tivesse o mesmo comportamento comigo… Mas lá chegaremos!

Ao longo dos últimos meses foi fantástico ver os progressos e a felicidade com que a minha Cadela Retriever Labrador “Cusca” chegava aos treinos! Entre treinos no Cartaxo, na Quinta da Lagoa, no mato e no Parque das Nações o comportamento da Cusca comigo foi mudando e gradualmente passou a obedecer, a correr para mim quando eu chamava, mesmo quando isso implicava deixar a brincadeira com outros cães (que ela simplesmente adora!!), a ficar sentada quieta quando eu mando, a esperar sossegada no carro à espera  que a mande sair, a encontrar-me no meio do mato quando eu estou escondida a uns bons metros de distância, a andar sossegada na rua mesmo na companhia de outros cães, e muitas outras coisas que me deixam cheia de orgulho!!

Agora que o treino terminou, confesso que já tenho saudades de ver a minha menina a trabalhar com o João! Vou continuar a tentar praticar em casa e a aproveitar os treinos de sábado no Parque das Nações!

Nada disto teria sido possível sem o João, a quem deixo o meu muito obrigada, pelo seu empenho e dedicação, a minha amizade e os votos sinceros de que continue por muito tempo ainda a fazer um trabalho fantástico!